Gastronomia

Treino generalista na musculação, como fazer e para quem é indicado?

O treino generalista, que na maioria das vezes envolve apenas músculos maiores, sem exercícios muito isolados, é uma estratégia interessante para determinados casos.

Formas de treinar, existem muitas. Nem uma delas é melhor ou pior do que as outras. Apenas, cada uma delas tem um contexto adequado. Treino por segmento, generalista, metabólico, tensional e outros, são na verdade, métodos.

Existem circunstâncias onde se enquadram melhor e outros, onde não são indicados. Com o treino generalista não é diferente! Ele pode ser muito útil em alguns momentos e irrelevante em outros.

Veja agora, algumas características do treino generalista na musculação!

O que é um treino generalista?

Basicamente, o treino generalista na musculação está ligado a um enredo mais amplo, sem levar em conta determinados objetivos específicos. Naturalmente, o foco acaba sendo os músculos “maiores” e mais funcionais.

É um tipo de treino, onde usamos movimentos, na maioria das vezes, multiarticulares. Além disso, o foco é um objetivo mais geral.

Há diversas formas de realizar um treino generalista na musculação. Para isso, não basta apenas decidir que músculos serão treinados, mas sim, levar em conta o método como eles serão usados.

No geral, um treino generalista é dividido em um treino único, o fullbody, ou em um treino A/B, que é repetido nas sessões semanais.

Quando temos um fullbody, não há maiores segredos quanto a organização. Geralmente usamos 2 ou 3 movimentos para coxas e a mesma quantidade para o tronco (peito e costas). Músculos como deltoide, bíceps, tríceps e panturrilha, acabam sendo treinados apenas de forma indireta.

Leia também => Exercícios isolados, usar ou não em meu treino?

Outro ponto importante, é que na maioria dos casos, o treino generalista na musculação é acompanhado de um treinamento aeróbico. Como ele é muito usado na base, na condição física geral, temos muitas vezes, o acompanhamento de estímulos aeróbicos.

Para que não haja um treinamento concorrente, é interessante adequar a intensidade do treinamento aeróbico, para que tenhamos melhores resultados e o treinamento seja mais efetivo. Para isso, a periodização é fundamental.

One Reply to “Treino generalista na musculação, como fazer e para quem é indicado?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *